Desafio Road Races 2015

Após se tornar o 1º e único Brasileiro da história, a participar das provas de motovelocidade North West 200 e TT Isle of Man, Rafa Paschoalin parte pro objetivo de voltar pra essas duas provas e ainda cravar nossa bandeira no solo de outras Road Races pelo mundo!

Sobre a ideia

PESSOAL, VALEW, VALEW!!! MEU POTE TERMINOU SEXTA DIA 24/04 E MAIS UMA ANO FOI INCR'IVEL PODER CONTAR COM A FORÇA E A TORCIDA DE VCS PRA QUE DESSE TUDO CERTO. ELE NÃO ATINGIU OS 100% DA META, MAS FIZEMOS UMA CAMPANHA FLEXIVEL, ESSE ANO NO POTE, OU SEJA O QUE EU CONSEGUISSE EU LEVARIA JÁ QUE MINHA IDA ERA CERTA. O QUE VAI ACONTECER PELO FATO DELE NAO TER CHEGADO AOS 100% D E META É QUE VAMOS TER QUE CORTAR VARIOS ITENS QUE SAO IMPORTANTÍSSIMOS MAS DAREMOS UM JEITO E NO FINAL TEMOS CERTEZA QUE DARÁ TUDO CERTO, POIS O MAIS IMPORTANTE É ISSO QUE TENHO DE VCS MAIS DE 200 APOIADORES E VÁRIOS OUTROS QUE MESMO NÃO PODENDO COLABORAR, DIVULGARAM E TORCERAM! TAMOS JUNTO! AGORA É ACELERAR GO GO GO PASCHOALIN!!!!!!!!

Rafa Paschoalin representando o Brasil nas corridas de moto mais difíceis do planeta.

Depois deu me tornar o primeiro e único Brasileiro à participar das provas de motovelocidade North West 200 e TT Isle of Man,  agora parto para o meu maior desafio: competir nas principais etapas de Road Racing do mundo e cravar a bandeira brasileira nas competições Cookstown 100, Southern 100 e Ulster GP, além claro de voltar ao TT e a North West 200.

A minha estratégia é me familiarizar com as provas que acontecem em estradas normais e não em autódromos. Percebemos que treinar e competir apenas em autódromos não é a melhor preparação para o TT. Dessa forma vamos participar das principais corridas de rua do circuito mundial e evoluir nesse cenário.

O primeiro desafio acontece na Irlanda no dia 24 de abril. Cookstown 100 é um circuito rápido e estreito que corta algumas estradas rurais da Irlanda. No dia 10 de maio eu retorno para a North West 200, na Irlanda do Norte. Foi lá que eu fiz minha primeira corrida de rua em 2012 e agora estou mais preparado para buscar um resultado consistente.

Essas duas provas são diferentes do TT Isle of Man justamente por serem corridas normais, ou seja, ganha quem cruza a linha de chegada em primeiro. Soma-se ao maior contato físico entre os pilotos a dificuldade de rodar na chuva, sobre faixas brancas e tampas de bueiro, uma verdadeira loucura sobre rodas!

O Tourist Trophy, meu terceiro e maior desafio  nessa temporada, acontece entre os dias 30 de maio e 10 de junho. Lá as provas não acontecem sob chuva e são no modo time trial: os pilotos correm contra o relógio e nem por isso torna-se fácil já que o circuito possui 60,7 km de extensão e 256 curvas para serem memorizadas. 

Essa será a minha terceira participação no TT. Em 2013 levei nossa bandeira pela primeira vez pra Ilha de Man, em 2014 retornei mas tive um acidente em um dos poucos lugares que o circuito permite, pois havia uma grande área de recuo. Em 2015 espero conseguir melhores resultados, agora cada vez mais familiarizado com o circuito de 60 km entre a cidade e montanhas da Ilha.

Logo após o TT, ainda na Ilha de Man, uma outra prova curta reúne os principais pilotos da modalidade. Rafa também se tornará o primeiro brasileiro na Southern 100. O calendário dá uma pausa até agosto, quando é realizado o Ulster GP, na Inglaterra, para depois cruzar o mundo até Macau, na China, em novembro.

Toda essa odisseia visa o aprimoramento das técnicas de pilotagem e armazenamento de quilômetros. Rodar em pistas que nos dias normais servem carros, ônibus e tratores não é uma tarefa simples. Ao invés de barreiras de colchão de ar ou grandes áreas de escape estão muros, postes e penhascos, uma combinação explosiva com motos que vão da imobilidade aos 270 km/h em menos de 13 segundos.

A meta da equipe em 2015 é terminar o TT entre os 35 melhores pilotos nas classes Superbike, Superstock e Sênior. Não será fácil já que para isso o piloto precisa alcançar uma média horária superior a 122 mph.

Para que tudo isso se concretize eu e minha equipe vamos utilizar  mais uma vez a ferramenta de "Crownfounding" patrocinio coletivo, onde qualquer pessoa pode me apoiar colaborando com um valor que desejar, escolhendo recompensas incríveis e com toda a verba arrecadada eu consigo VIABILIZAR meu projeto. Estamos falando de recompensas em produtos e oportunidades especiais que não estão à venda por ai. Além de bom preço a causa é nobre, visa colocar o Brasil no topo das competições motociclísticas mais difíceis e perigosas do mundo!

 

Espero contar com o apoio de todos vocês. Já estamos juntos nessa!!!!

“Existe algo macabro e fascinante em colocar nas próprias mãos a nossa vida. Pode não fazer sentido para muitos, mas é assim que eu me sinto mais vivo. Além da minha família e filhos, eu vivo em função de uma única coisa: progredir e chegar ao pódio do TT Isle of Man”

Rafa Paschoalin

 

 

 

 

Como que funciona “O POTE”:

Aqui você pode ser o meu patrocinador, fazendo parte desse sonho comigo, apenas colaborando com uma pequena quantia que lhe couber.

​Basta clicar no botão laranja do lado QUERO COLABORAR!

 

 

Rafa_capa
3
4
1006312_569126186479124_1284290645_n
1185627_579627695428973_1026134599_n
1896763_688950547813741_536838770_n
10171685_698596776849118_874174477406519341_n
10341942_789887084403032_2120659129194428049_n
10384190_747828271925968_3944316017286193707_n
10455648_729143313810743_7929992889473757567_n
10931157_840993855959021_4442300990244450967_n
10942511_847092635349143_5765254628675390687_n
Ilha_de_man_mapa
Image
Image_%281%29
Image_%282%29
Imagem_principal
Img76582-1399495347-v580x435
Rafa_flex